Header Ads

Amor de plástico




Porque Deus colocaria alguém para morar no coração ?
Quando na verdade são inalcançáveis e distantes...
Distantes como pássaros que voam livre e sem pouso...
Explorando apenas a imensidão do céu azul.
Ah este amor ! está vivo apenas na lembrança.
Flui como uma ausência continua.
As vezes pareço toca-lo.
Numa foto ou num diálogo frio.
As vezes numa mensagem curta que se interrompe no silêncio.
São as migalhas de um amor de plástico.
Que se derrete diante do fogo e se consome.
Este amor virou uma caverna sem luz.
Não vejo mais nada, eu falo e não há resposta.
As respostas são apenas ecos do meu coração vazio.
Que chora,que chora sem consolo.
Depois de um telefonema não atendido.
Da espera do abraço,da espera do beijo e da certeza
Que a saudade só existe no meu triste coração.

-------------------------------------------------------

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

                                                                                         Luís de Camões

Nenhum comentário