Header Ads

Vício de amor





Não tinha um só dia que eu não pensava em você
Amar você se tornou um vício.
Você me acalmava.
Eu tinha você entre meus dedos, entre meus lábios.
Eu fazia acender seu fogo.
Você entrava em mim, fazia parte de mim,
da minha vida.
Mas um dia seu amor me intoxicou.
Me envenenou por dentro, me matou!
Como eu pude ser tão cego e burro.
Pensar que algo tão vil podia ser belo.
Seu amor agora tornou-se um câncer que a cada dia me corroí.
Sim você acabou comigo!
Como odeio o dia que te conheci cigarro.
Nosso romance chegou ao fim.



2 comentários:

  1. Nunca é tarde para abandoná-lo, e quem consegui, é merecedor de aplausos. Felecidades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nádia obrigado pela visita e pelo seu comentário,não sou fumante mas sou anti-tabagista,já vi algumas pessoas partirem cedo por cauda deste vício,abraço.

      Excluir