Header Ads

Sonho de uma noite de verão



Pela manhã percebi que o sol já havia nascido.
Pela fresta da cortina a tênue luz adentrava no quarto.
Eu estava meio acordado e meio dormindo, era como se sonhasse.
Notei sua ausência e ouvi o som do chuveiro.

Agora era somente a água que percorria seu corpo.
Você chegou depois de mansinho e tudo que percebi,
Foram seus beijos quentes.
Doces, tenros e macios...

Sua presença veio como uma brisa fresca.
E com o perfume de mil rosas molhada do sereno da noite.
Depois de ter você pouco me importava saber as horas.
Só sei que era dia, já era manhã, era verão.

                                                                     Autor: Fernando Smith

                                                       


Nenhum comentário