Header Ads

A educação e a cultura nas redes sociais


Ficamos impressionados que numa época de grande avanço tecnológico e com  grandes  meios de comunicação, a educação  e cultura sejam tão precárias nos dias atuais,temos todas as ferramentas para melhorar a educação mas estamos utilizando com banalidades.


Sim, vivemos a moda das coisas fúteis e do besteirol, LEK LEK LEK, basta prestar atenção naquilo que dá ibope que temos um quadro nítido desta situação e não falo somente nos principais meios de comunicação como a televisão e o rádio, falo das redes sociais e da internet.


Mas atualmente a internet nos chama a atenção por ser um grande veículo de  comunicação de massa por ter se fundido com todos os outros meios de comunicação, a televisão está na internet,o rádio,todas as mídias se encontram agora num só lugar.
E para somar tudo isto,temos as redes sociais,os blogs temos o Facebook e o Youtube que são grandes canais de informação e entretenimento e que poderiam desempenhar um grande papel na educação mas no entanto oque dá ibope nestes meios é a banalidade e o sensacionalismo,assim como na TV.


Lembramos então a famosa frase "Uma imagem vale mais do que mil palavras" e neste caso a qualidade das imagens que  são postadas nas redes sociais reflete a cultura do povo como um tipo de senso da educação.
Para saber na prática como funciona isto basta postar duas informações arbitrárias, uma altamente cultural e que educa e uma que não passa de banalidade e observar a quantidade de pessoas que irão curtir isto e compartilhar.


É neste ponto que precisamos começar a pensar numa forma de fomentar cultura e educação nas redes sociais, melhorando a qualidade das coisas que postamos.
Quem sabe encontrar um jeito  ainda que com imagens, já que quando se trata de ler alguma coisa muitos passam longe, criar um marketing viral melhorando o nível da educação do país.
Como diz  Paulo Freire,Se a educação sozinha não pode transformar a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda.

Nenhum comentário